segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Nesta segunda-feira, 21, diversas atividades de educação ambiental serão realizadas em comemoração ao Dia da Árvore






Danielle Jordan / AmbienteBrasil


Nesta segunda-feira, 21, diversas atividades de educação ambiental serão realizadas em comemoração ao Dia da Árvore.

Em Ipaba (MG), alunos da Escola Emília Cabral Motta participam de uma palestra e fazem uma visita à Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Macedônia.

No Rio de Janeiro, o governo do estado realiza um pacto com as entidades ligadas ao Comitê de Candidatura da cidade às Olimpíadas de 2016, com objetivo de plantar em todo o estado 46 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. O lançamento da campanha “Carbono Zero” acontece às 10 horas no Jardim Botânico e deve contar com a presença do Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.

Amanhã, 22, em Toledo, no Paraná, a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Toledo, em parceria com o Florir Toledo, da Secretaria Municipal de Assistência Social, lança o projeto Wangari Maathai. Entre as atividades previstas está o plantio de espécies de árvores nativas às margens de rios e áreas de preservação.

As árvores serão plantadas para recuperar as árvores cortadas para a fabricação do papel utilizado em órgãos públicos da cidade. Segundo dados do Ministério Público de Toledo, em 2008 foram utilizadas 12.097 resmas de papel nas repartições, o que equivale a 5.328.500 folhas de papel.

sábado, 19 de setembro de 2009

ESSAS SÃO AS ATIVIDADES DO TURISMÓLOGOS


2. O art. 2º considera atividades específicas de
Turismólogo planejar, organizar, dirigir, controlar, gerir e operacionalizar
instituições e estabelecimentos ligados ao turismo (I); coordenar e orientar
trabalhos de seleção e classificação de locais e áreas de interesse turístico,
visando o adequado aproveitamento dos recursos naturais e culturais, de
acordo com sua natureza geográfica, histórica, artística e cultural, bem como
realizar estudos de viabilidade econômica ou técnica (II); atuar como
responsável técnico em empreendimentos que tenham o turismo e o lazer
como seu objetivo social ou estatutário (III); diagnosticar as potencialidades e
as deficiências para o desenvolvimento do turismo nos Municípios, regiões e
Estados da Federação (IV); formular e implantar prognósticos e proposições
para o desenvolvimento do turismo nos Municípios, regiões e Estados da
Federação (V); criar e implantar roteiros e rotas turísticas (VI); desenvolver e
comercializar novos produtos turísticos (VII); analisar estudos relativos a
levantamentos socioeconômicos e culturais, na área de turismo ou em outras
áreas que tenham influência sobre as atividades e serviços de turismo
(VIII); pesquisar, sistematizar, atualizar e divulgar informações sobre a
demanda turística (IX); coordenar, orientar e elaborar planos e projetos de
marketing turístico (X); identificar, desenvolver e operacionalizar formas de
divulgação dos produtos turísticos existentes (XI); formular programas e
projetos que viabilizem a permanência de turistas nos centros receptivos
(XII); organizar eventos de âmbito público e privado, em diferentes escalas e
tipologias (XIII); planejar, organizar, controlar, implantar, gerir e operacionalizar
empresas turísticas de todas as esferas, em conjunto com outros profissionais
afins, como agências de viagens e turismo, transportadoras e terminais
turísticos, organizadoras de eventos, serviços de animação, parques temáticos,
hotelaria e demais empreendimentos do setor (XIV); planejar, organizar e
aplicar programas de qualidade dos produtos e empreendimentos turísticos,
conforme normas estabelecidas pelos órgãos competentes (XV); emitir laudos
e pareceres técnicos referentes à capacitação ou não de locais e
estabelecimentos voltados ao atendimento do turismo receptivo, conforme
normas estabelecidas pelos órgãos competentes (XVI); lecionar em
estabelecimentos de ensino técnico ou superior (XVII); coordenar e orientar
levantamentos, estudos e pesquisas relativamente a instituições, empresas e
estabelecimentos privados que atendam ao setor turístico (XVIII).

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

terça-feira, 8 de setembro de 2009

INSTRUTORES DE TURISMO RURAL

Foram quase 2 anos de treinamento intenso, muita risada e muita estória para ser contada. Du valeu! video

Turismo Rural ganha força com a criação da Rede Nacional


Em breve, o Turismo Rural ganhará uma rede nacional, que reunirá representantes de todo o segmento, como agricultores, operadoras de viagem e representantes de hotéis-fazenda. A formação da rede foi apontada por estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pelos próprios integrantes como a maior necessidade atual do setor.

A Rede Nacional do Turismo Rural está sendo elaborada pelo Ministério do Turismo (MTur) em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Uma equipe de técnicos dos dois ministérios foi formada para criar e monitorar a rede. O grupo será responsável por criar ferramentas que viabilizem a sua manutenção.

O coordenador de Segmentação do MTur, Wilken Souto, explica que o objetivo é facilitar a articulação do segmento. “Uma rede desta magnitude poderá fortalecer a tomada de decisões, apoiar a promoção e a comercialização, aumentar a competitividade dos produtos turísticos, além de aproximar, de forma produtiva, os participantes para que, juntos, possam trabalhar pelo desenvolvimento do Turismo Rural”.


Leia mais:

A formação de redes faz parte das estratégias do Programa de Estruturação dos Segmentos Turísticos, contemplado no Plano Nacional do Turismo 2007-2010.

Fonte: MTur

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

TURISMÓLOGOS PARABÉNS!

Notícias / Profissão

03/09/2009 - 06h57

Câmara aprova regulamentação da profissão de turismólogo

Agência Câmara


BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou ontem (2), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 6.906/02, do Senado, que regulamenta a profissão de turismólogo. O projeto retorna para o Senado, por ter recebido emendas.

O exercício da profissão, de acordo com a proposta, ficará reservado aos bacharéis em curso superior de Turismo ou Hotelaria e aos profissionais não-diplomados que comprovadamente já a desempenhem há pelo menos cinco anos, contados da data de publicação da lei. O diplomado em cursos equivalentes no exterior também poderá exercer a profissão no Brasil, desde que revalide seu diploma.

O projeto lista 18 atividades relacionadas à profissão de turismólogo, entre elas: organizar e dirigir estabelecimentos ligados ao turismo; coordenar a classificação de locais de interesse, visando ao adequado aproveitamento dos recursos naturais e culturais; formular propostas para o desenvolvimento do setor nos municípios, regiões e estados da Federação; criar e implantar roteiros; pesquisar informações sobre a demanda turística; e elaborar projetos de marketing na área.

CURSO GRATUITO


Inscrições para o Curso de Segmentação do Turismo começaram nesta terça-feira

Inscrições para o Curso de Segmentação do Turismo começaram nesta terça-feira

O Curso de educação a distância de Segmentação do Turismo é uma parceria com a Fundação de Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu), entidade vinculada à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC

30 ANOS DE ESPERA.....AGORA VEIO!

Srs. boa tarde! Envio meus cumprimentos e felicitações a todos os Turismólogos. Agora posso cumprimentá-los como profissionais de fato e de direito. Recebi ligação do Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá, hoje - 02-09-09, as 13:28h, dando a notícia da APROVAÇÃO da Regulamentação da Profissão de Turismólogo, de dentro do Plenário do Congresso. Não cabe mais nenhuma discussão. Está indo para Sanção da Presidência da República. Agora é uma realidade. Parabéns Srs. Profissionais do Turismo! Tão logo receba o texto aprovado, envio a todos. Finalmente teremos nosso Conselho Regional da Classe. Mais uma etapa vencida. Um abraço, Paulo Ildefonso de PaulaPresidente da Associação dos Ex-alunos da Anhembi/Morumbi

27 DE SETEMBRO: DIA MUNDIAL DO TURISMO & DIA DO TURISMÓLOGO

PARABÉNS!

pin.gif